Taxa de desemprego permanece estável

Taxa de desemprego permanece estável

Agora existem 13,8 milhões de brasileiros sem ocupação

125
0

A taxa de desemprego no país ficou estável em 13,3% no trimestre março-maio deste ano, depois de atingir a máxima de 13,7% em janeiro-março e 13,6% em fevereiro- abril, informa o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em números absolutos, há 13,8 milhões de pessoas sem ocupação no País. O número de empregados com carteira de trabalho assinada (33,3 milhões) caiu em 479 mil pessoas ante o trimestre anterior e 1,2 milhões frente ao mesmo trimestre do ano passado. A taxa é a maior registrada em trimestres encerrados em maio desde 2012. Na comparação com o registro do ano passado (11,2%), houve um aumento de 2,1 pontos percentuais.

O número de ocupados por atividade mostrou aumento na Indústria (mais 344 mil pessoas), Alojamento e alimentação (mais 144 mil pessoas) e na Administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (mais 287 mil pessoas). Porém, houve queda na Construção (- 271 mil pessoas).

O mercado de trabalho brasileiro totalizava, no trimestre março-abril-maio, mais de 89,7 milhões de pessoas ocupadas: 33,3 milhões de empregados do setor privado com carteira de trabalho assinada, 10,5 milhões de empregados do setor privado sem carteira, 22,4 milhões empregados por conta própria, 11,2 milhões empregados do setor público, 4,1 milhões de empregadores, 6,1 milhões de trabalhadores domésticos, e 2,2 milhões de trabalhadores familiares auxiliares.

O rendimento médio real habitual do trabalhador brasileiro ficou em R$ 2.109 no trimestre encerrado em maio deste ano. O valor é relativamente estável em relação aos trimestres encerrados em fevereiro deste ano (R$ 2.102).

Fonte: Agência IBGE Notícias

DEIXE UM COMENTÁRIO