Para CNI, medo do desemprego diminui

Para CNI, medo do desemprego diminui

Indicador da indústria recuou, mas permanece “crítico”

126
0
Marcos Santos/USP Imagens

O brasileiro ainda tem medo de ficar sem trabalho, mas em menor escala, revela o Índice do Medo do Desemprego, pesquisa trimestral da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Em setembro, o indicador foi a 61,2, ficando 6,7 pontos abaixo da contagem anterior, de junho. Também melhorou também sua ramificação, o Índice de Satisfação com a Vida, ao subir 2,5 pontos, para 67,0. Para o levantamento foram ouvidas 2.002 pessoas em 143 municípios.
A CNI considera que a situação continua “crítica”, pois ambos os indicadores seguem abaixo das médias históricas, que são de 48,2 e 70,0 pontos respectivamente. No entanto, vê provas de fortalecimento da confiança. “Com a mudança de governo, melhoraram as perspectivas de recuperação da economia, embora o desemprego continue crescendo e a renda real esteja em queda”, afirma Renato da Fonseca, gerente-executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI.

Fonte: Agência CNI de Notícias

DEIXE UM COMENTÁRIO