Número de empresas permanece estável

Número de empresas permanece estável

Em 2015, o registro era de 5,1 milhões, segundo o IBGE

155
0

No ano de 2015, o número de empresas ativas ficou praticamente estável no Brasil em 5,1 milhões, 0,2% (ou 11,6 mil a mais) que em 2014, quando registrou a primeira queda na série (-5,4%). No todo, elas davam emprego a 53,5 milhões de trabalhadores, dos quais 46,6 milhões eram assalariadas, que receberam um total de R$ 1,6 trilhão.

O pessoal ocupado caiu 3,1% entre 2014 e 2015 (menos 1,7 milhão de pessoas), primeira queda na série iniciada em 2007. Esse resultado foi puxado pelo recuo de 3,6% no pessoal ocupado assalariado (-1,7 milhão), que também caiu pela primeira vez. Apesar da redução do número de empregos, o indicador é positivo quando olhado de perspectiva ampliada (2010/2015). Nesses cinco anos foram criadas 3,6 milhões de vagas.

O número de sócios e proprietários, que recuara em 2014, manteve-se praticamente estável em 2015, perdendo 0,1% (-7,7 mil pessoas). Já o total de salários e outras remunerações diminuiu 4,8%, e o salário médio mensal caiu 3,2%, em termos reais ou seja, depois de descontada a inflação.

Em termos regionais, o Sudeste concentrava em 2015 51,1% das empresas (2,9 milhões), 50,2% do pessoal ocupado (26,9 milhões), 49,8% do pessoal assalariado (23,2 milhões e primeira vez que participação fica abaixo de 50%) e 54,4% (R$ 840,3 bilhões) dos salários e outras remunerações.

Fonte: Agência IBGE Notícias

DEIXE UM COMENTÁRIO