Não está sobrando para a poupança

Não está sobrando para a poupança

185
0
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Pelo sétimo mês consecutivo, os saques na poupança superaram os depósitos em julho: R$ 160,8 bilhões ante R$ 159,7 bilhões respectivamente, deixando, portanto, uma retirada líquida de R$ 1,1 bilhão, informou o Banco Central (BC). O resultado, porém, ficou abaixo dos R$ 2,4 bilhões do mesmo mês de 2015.

No acumulado deste ano, a retirada líquida está R$ 43,7 milhões, com saques de R$ 1,14 trilhão menos depósitos de R$ 1,10 trilhão.

A recessão está afugentando o poupador médio. De um lado, não sobra dinheiro no fim do mês para depositar; de outro, os saques são a saída para o pagamento de dívidas e mesmo despesas correntes. Além disso, outras aplicações estão oferecendo rendimento mais interessante.

Agência Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO