Boleto bancário vai mudar em março

Boleto bancário vai mudar em março

Meta do aperfeiçoamento do sistema é acabar com fraudes

130
0

A partir de março, o sistema de pagamento via boleto bancário sofrerá mudanças. Os usuários não as sentirão, mas devem ser beneficiados, pois a melhoria, determinada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), diminuirá o risco de pagamento duplicado e evitará golpes com cobranças indevidas.

A diferença básica do novo sistema é que os boletos serão registrados em uma base centralizada de títulos pelo banco desde sua emissão até sua liquidação. Atualmente esse registro só é feito quando o pagamento é efetuado. Para isso, as empresas terão um aumento no custo de emissão, que deverá ser pago mesmo se o cliente não efetuar o pagamento.

Em troca, recebem a garantia de redução do risco de fraudes. Com o registro, a empresa emissora poderá utilizar o boleto para protesto em cartório, em caso de calote.

Para os consumidores, a possibilidade de pagamento duplicado diminui bem como a ocorrência de golpes com boletos falsos. Além disso, poderão pagar os boletos em atraso, sem necessidade de segunda via, o que não é permitido atualmente.

A implantação do sistema será progressiva. Em março atingirá os boletos com valor a partir de R$50.000,00 e depois seguirá um cronograma até o final de dezembro.

DEIXE UM COMENTÁRIO