Arrecadação federal tem aumento real

Arrecadação federal tem aumento real

Alta foi de 0,79% em janeiro na comparação com 2016

131
0

A arrecadação federal subiu 0,79% em janeiro em termos reais (depois de descontada a inflação) sobre o mesmo mês do ano passado, para R$ 137,4 bilhões, informa a Receita Federal. É a primeira vez, desde 2014, que se registra crescimento no primeiro mês do ano.

O resultado foi influenciado pelo início da recuperação da economia, o aumento do pagamento de royalties de petróleo e uma entrada atípica de R$ 487 milhões de Imposto de Renda (IR) sobre ganhos de capital na venda de bens, esclarece a Receita.

O Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) das instituições financeiras foram os principais tributos que puxaram a alta da arrecadação em janeiro, com crescimento real de R$ 1,3 bilhão ante janeiro do ano passado. Em seguida, vem o IR retido na fonte sobre rendimentos do trabalho, com R$ 707 milhões.

As maiores quedas reais, na mesma comparação, foram com o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), que caíram R$ 1,5 bilhão. Em seguida vem a Previdência Social, com menor R$ 767 milhões

Em 2016, houve avanço na arrecadação federal (quando comparada à do mês anterior) apenas em outubro e em novembro. Mas motivada por ocorrência também atípica: a repatriação de ativos mantidos por contribuintes brasileiros no exterior. A entrada foi de R$ 46,8 bilhões.

Fonte: Agência Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO